segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Aprovado mestrado em Enfermagem da Unilab

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, no último dia 16, parecer favorável à implantação do mestrado em Enfermagem da Unilab, com a nota 3. Serão ofertadas 14 vagas e o edital deve sair até o final deste mês, com aulas iniciando em março de 2016.
O parecer final da Capes destaca proposta “coerente e consistente”. “A estrutura curricular está bem descrita, com disciplinas em quantidade e qualidade suficientes para dar sustentação às duas LP (linhas de pesquisa) propostas e a AC (área de concentração) estruturante. A proposta atende ao recomendado no relatório da área da enfermagem, no que compete ao dimensionamento do corpo docente e às atividades previstas para dar sustentação ao Programa ora proposto. Corpo docente com perfil e produção consistente articulada à proposta do PPG (Programa de Pós-Graduação). Todos os Docentes Permanentes integram projetos de pesquisas, na qualidade de responsável ou membro de equipe e têm previsão de oferta de disciplinas”, ressalta o documento.
O Programa de Pós-Graduação em Enfermagem conta com 15 docentes (12 enfermeiros, 1 dentista, 1 médica e 1 antropóloga) e tem como público-alvo os enfermeiros dos países lusófonos.
O mestrado visa promover a produção de pesquisa e conhecimento relacionado às práticas de saúde e ao processo de cuidar de enfermagem, considerando o contexto epidemiológico, social, sanitário e de saúde presentes nos países lusófonos. Há duas linhas de pesquisa: Práticas de cuidado em saúde no cenário dos países lusófonos e Tecnologias no cuidado em saúde no cenário dos países lusófonos.
Caminho trilhado
Desde agosto de 2014, um grupo de trabalho inserido no Instituto de Ciências da Saúde (ICS), composto pelos docentes Tahissa Frota Cavalcante, Carolina Carvalho, Flávia Paula Monteiro, Márcio Flávio Araújo e Thiago Moura de Araújo, sob a presidência de Tahissa Frota, vinha se dedicando à elaboração de uma proposta de curso de pós-graduação strictu sensu. Além de encontros, debates e oficinas, houve a consultoria das professoras da Universidade Federal do Ceará (UFC), Lorita Freitag Pagliuca (Pesquisador CNPq 1A) e Thelma Leite de Araújo (Pesquisador CNPq 1A). A proposta havia sido encaminhada à Capes em julho deste ano.
Fonte: UNILAB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...